Home Insights Blog Blog - Mineração e refino de metais Otimização durante parada programada aumenta capacidade do equipamento em 56%
Voltar para Mineração e refino de metais
mai 11, 2021

Otimização de retomadora durante parada programada aumenta capacidade do equipamento em 56%

Realizado pela Metso Outotec, procedimento inédito foi executado em 11 dias, envolvendo engenharia, peças, serviços e execução. Intervenção também reduz o tempo de manutenção pela metade

A movimentação de minério, entre a extração e envio ao beneficiamento, depende de vários equipamentos e um deles é a retomadora, também conhecida em campo como recuperadora. Em 2016 uma grande mineradora sul-americana tinha o desafio duplo em relação à uma de suas retomadoras: precisava ampliar a capacidade do equipamento e, ao mesmo tempo, reduzir o tempo de manutenção da máquina. O projeto, encampado pela Metso Outotec, foi bem sucedido nos dois quesitos.

Antes da intervenção, a recuperadora movimentava 1.675 toneladas por hora. Após um pacote que envolveu engenharia, fornecimento de peças, serviços e execução, o equipamento passou a ter uma capacidade 56% maior, chegando às atuais 2.625 toneladas por hora. Além do incremento na produção alcançados por meio do estudo de engenharia (para diminuir o tempo do processo de substituição da roda de caçambas, elemento importante da sua operação), o tempo de manutenção da retomadora foi reduzido em 50%, promovendo maior disponibilidade do equipamento.

Nesse último caso, a manutenção mais ágil foi alcançada por meio da aplicação de componentes de manutenção mais fácil na região de acionamento da roda da caçamba. Em outras palavras, o tempo de reparo em paradas programadas foi cortado pela metade e, em caso de incidentes não previstos, a nova configuração mecânica do equipamento reduz consideravelmente o risco de a mineradora ter uma longa paralisação não planejada. A pergunta é: como isso foi feito?

Mudança exigiu operação de içamento de contrapesos de 270 toneladas

A primeira meta da mineradora era reduzir o tempo de manutenção da roda de caçamba, processo que envolve uma complexa desmontagem. Para isso, o projeto estipulou a troca dos mancais convencionais por mancais e rolamentos bipartidos, redutores e eixo. A intervenção em si foi um desafio, pois havia a necessidade de alteração da base de fixação dos mancais, ou seja, criar uma nova base e para isso nenhuma carga poderia estar em cima do equipamento. Detalhe: seria necessário retirar todos os contrapesos da retomadora que, no conjunto, somavam cerca de 270 toneladas.

Para o içamento e armazenamento dos contrapesos foi necessário cavar uma vala e deixá-los de pé, pois o tombamento poderia quebrá-los. O planejamento para atender o prazo também considerou a montagem da roda de caçamba. Para adiantar o processo foi criada uma plataforma de sustentação, cuja meta era a de copiar a futura base definitiva. A remoção da base por meio do grafite e instalação com solda e controle de qualidade foram feitas em paralelo à montagem do conjunto de rolamentos e mancais.

Além da mudança complexa para a instalação dos novos eixos/rolamentos da roda da caçamba, que simplificou a manutenção do equipamento, uma segunda intervenção fez parte do pacote: o repotenciamento do redutor planetário. O processo aconteceu com a inclusão de suporte de saída para receber eixo flangeado. Em relação ao sistema anterior, a nova composição elimina o disco de contração e o eixo oco, o que imprime ainda mais facilidade de manutenção caso seja necessário realizar substituições futuras.

Equipe de serviços Metso Outotec
Equipe de serviços Metso Outotec

Estudo de 2012 realizado para a mineradora ajudou no processo

As duas intervenções foram executadas em 11 dias em turnos de 12 x 12 horas, encabeçadas pela equipe de 29 profissionais, inclusive dois técnicos especializados, um na montagem do rolamento bipartido e outro focado em ensaios não-destrutivos. O tempo considerado recorde, em função da complexidade das atividades, foi precedido de um estudo de engenharia detalhado, que incluiu, entre outros recursos, o recálculo das cargas a que a retomadora iria ser submetida. O processo também demandou uma interação com o fabricante do redutor, peça importante de toda a reforma da retomadora.  

A execução aconteceu no tempo de parada previsto pela mineradora e sem incidentes. Por ser uma peça pesada, a desmontagem da roda de caçambas da retomadora requereu o uso de guindastes e um plano de rigging para movimentação das peças. Essa etapa de planejamento foi executada pela mineradora, que já utilizava os guindastes no procedimento de manutenção anterior. O suporte de várias áreas da Metso Outotec no processo, incluindo o apoio da engenharia na metodologia da execução, pavimentou o processo. O mesmo pode ser dito do acompanhamento do suporte ao produto na solução de venda ao cliente e apoio comercial nas negociações.

O sucesso do projeto também pode ser creditado ao histórico de relacionamento da Metso Outotec com a mineradora. A ampliação da produção já estava no radar da mineradora desde 2012, quando ela encomendou um estudo da própria Metso Outotec para avaliar quais as mudanças necessárias para o incremento da produção e, ao mesmo tempo, para otimizar a manutenção da retomadora. “Já tínhamos definido, em linhas gerais, o que seria necessário e isso ajudou o detalhamento de engenharia em 2016, realizado no Brasil e com apoio da Metso Outotec dos Estados Unidos”, Danilo Caserta, Gerente de produto Metso Outotec

Oferta Estendida
Oferta Estendida
Conheça nossas soluções completas para processamento de minerais
Gostou? Temos mais um artigo abaixo
Blog - Mineração e refino de metais
Amplie seus conhecimentos sobre processos de mineração eficientes e refino de metais.
abr 28, 2021
Leia mais
Voltar para Mineração e refino de metais