Home Insights Blog Corporativo América do Sul responde por cerca de 20% das vendas mundiais da Metso Outotec
Voltar para Corporativo
abr 20, 2022

América do Sul responde por cerca de 20% das vendas mundiais da Metso Outotec

Dados foram apresentados por Eduardo Nilo, presidente regional da multinacional, em visita ao Brasil com sua equipe executiva.

Com presença em mais de 50 países, a Metso Outotec é líder mundial em soluções integradas para o setor de minerais. Em 2021, a empresa somou 5.421 milhões de euros em vendas globais, das quais a América do Sul representou cerca de 20%. A região abriga grandes players do setor de mineração, com expressiva participação em mercados como cobre e ferro. Some-se a isso um número crescente de projetos de lítio e cobalto, minerais estratégicos para a produção de produtos tecnológicos.

Os dados para a região foram apresentados por Eduardo Nilo, presidente da Metso Outotec para a América do Sul, que visitou o Brasil durante sua agenda regional com a equipe executiva da área. Nesse sentido, Nilo projetou que “esperamos que a América do Sul aumente essa participação nos próximos anos, dadas as boas perspectivas para a indústria de mineração e o início de novas operações na região onde a Metso Outotec tem participação significativa. Por esta razão, buscaremos o máximo desenvolvimento de nossa parte para suportar equipamentos e tecnologias em nossa região, o que incluirá um footprint adicional”.

Metso Outotec tem tecnologia patenteada para a produção de lítio

Além das reservas, a exploração de lítio na região é caracterizada pela alta rentabilidade. A produção do mineral continua em alta devido à exigência de produtos mais sustentáveis e focados em energia limpa, adicionalmente à uma tendência crescente na produção de baterias de armazenamento e na fabricação de veículos híbridos ou totalmente elétricos, cada vez mais maciços na América latina. “A Metso Outotec já está presente neste mercado e temos capacidade para acompanhar o crescimento da região. De fato, temos um processo patenteado para a produção de hidróxido de lítio para baterias elétricas, que combina aspectos de engenharia e uso de equipamentos exclusivos fabricados pela Metso Outotec”, explicou o executivo.

Em relação ao Brasil, o presidente da Metso Outotec na América do Sul destacou que o país é uma das potências mineradoras mundiais, principalmente pela produção de ferro, bauxita, nióbio, manganês, tantalita, grafite e amianto: "a diversidade de sua produção e o volume de seu mercado, somado aos desafios ambientais que o país enfrenta, fazem da Metso Outotec um parceiro estratégico para a indústria de mineração local, que exige soluções, equipamentos e serviços de classe mundial para garantir produtividade e confiabilidade de suas plantas de processamento”.

De acordo com ele, durante a visita dos executivos foram revistos diversos aspectos produtivos, destacando-se a positiva adequação e modernização das instalações da Metso Outotec no Brasil, que contam com mais de 100.000 m2 em oficinas e escritórios. O país sedia uma fundição, que está implementando diversos projetos de melhoria, e possui uma nova montadora de bombas. Além disso, vários módulos de produção adicionais estão sendo preparados para suportar o aumento do suporte de tela e do moinho HRC para o Brasil.

Assim como em outros países da América do Sul, a empresa mantém um relacionamento muito próximo com os principais grupos mineradores. Um exemplo é a ativação das maiores peneiras do mundo na planta da Alunorte, da Vale, equipamento que vai melhorar o processamento e aumentar a produção da mineradora. Nilo também indicou que a capacidade da Metso Outotec de ser um parceiro tecnológico de classe mundial se deve, entre outras coisas, ao investimento médio anual de 100 milhões de euros que destina à Pesquisa e Desenvolvimento, com diversos centros de P&D em todo o mundo.

Pandemia impulsiona o uso de novas tecnologias remotas

O líder da Metso Outotec para a América do Sul também comentou como o surto de Covid-19 melhorou alguns serviços da empresa. “Aprendemos lições muito valiosas com a crise, incluindo o aprofundamento e expansão de nossos serviços remotos, principalmente na manutenção preventiva, por meio da extração e processamento de dados em tempo real. O monitoramento remoto de plantas de processo é uma de nossas áreas de especialização, cuja qualidade e tecnologia nos diferenciam no mercado. Um exemplo é o nosso Performance Center, centro integrado de operações que inauguramos na região pouco antes do início da pandemia, e que é um dos três que a empresa possui no mundo, que hoje nos permite monitorar 117 equipamentos a nível global, o que nos aproxima ainda mais dos nossos clientes”, salientou.

O Performance Center extrai dados para fornecer serviços de disponibilidade e manutenção de equipamentos, desde sistemas DCS ou PLC até Metso Outotec Metrics, plataforma que processa informações por meio de algoritmos de Inteligência Artificial. Essas informações são analisadas por especialistas da empresa e permitem a elaboração de recomendações e indicações para a tomada de decisões, melhorando a produtividade das equipes da fábrica. “O atendimento remoto do centro de atuação nesses meses de pandemia se mostrou fundamental, pois reforçou nosso suporte não presencial com resultados tangíveis na redução de prisões imprevistas e visitas de campo, o que trouxe também benefícios na redução da pegada de carbono devido a menos transferências e viagens”, concluiu Nilo.

Economia circular com reformas e uso sustentável de água e energia

Para Eduardo Nilo, a digitalização é o futuro da mineração a longo prazo. Ele deixou isso claro durante sua visita ao Brasil, comentando que "se provedores de tecnologia como a Metso Outotec querem se manter competitivos na mineração regional, eles devem trabalhar juntos lado a lado com mineradoras, fornecedores, setor público e até universidades, para multiplicar capacidades. Os desafios em sustentabilidade, produtividade e segurança assim o exigem”.

O cuidado com o meio ambiente é um dos principais eixos da agenda ESG da Metso Outotec (sigla para políticas de sustentabilidade, responsabilidade social e governança corporativa). Um dos objetivos do grupo multinacional é reduzir a pegada de carbono das operações de seus clientes, por meio de soluções sustentáveis que a empresa denominou "Planet Positive", que possuem atributos ecológicos como menor consumo de energia ou uso mais eficiente desse insumo, entre outras iniciativas.

Nesse portfólio sustentável, Nilo deu exemplos concretos de soluções, como equipamentos redesenhados para aumentar a eficiência energética e reduzir o consumo de água, incluindo os novos modelos de rolos de alta pressão HRC, moinhos Vertimill VTM 4500 e células de flotação Concorde Cell.

Outra solução que merece destaque são os britadores primários semi-móveis e móveis em operação e em projetos na região, que reduzem a distância para o transporte de minério por caminhões e movimentam o minério em esteiras transportadoras, com consumo de energia muito mais eficiente. Durante este ano, diversos projetos de reciclagem de produtos serão concretizados e permitirão à Metso Outotec se adaptar para atender seus clientes no cumprimento das normas vigentes.

Voltar para Corporativo