Home Insights Histórias de sucesso Agregados HRC traz mais tecnologia à produção de areia manufaturada
Voltar para Agregados
fev 14, 2020

HRC traz mais tecnologia à produção de areia manufaturada

Itaquareia transforma pedriscos em areia industrial de qualidade para o mercado de concreto usando tecnologia HRC da Metso

A produção de areia manufaturada

Há 60 anos no mercado e com nove unidades de produção na Região Metropolitana de São Paulo, a Itaquareia faz uma exploração sustentável de areia de cava. Ao longo dos anos, porém, a empresa acumulou um estoque de areia grossa e pedrisco com granulometria entre 3mm e 10mm, produtos que perderam espaço num mercado recente para areia média e areia fina. A solução para o gargalo era simples: britar os materiais de baixo giro e reclassifica-los. Mas como extrair do processo mais rentabilidade produtiva e melhor qualidade de produto? Aqui entra a tecnologia! A aposta foi na solução de britagem de rolos de alta pressão (HPGR, da sigla em inglês), mais especificamente a linha HRC, da Metso.  

A britagem de rolos de alta pressão (HPGR), mais especificamente a linha HRC, como solução para aumentar a rentabilidade produtiva e a qualidade de produto.

Propriedades do equipamento garantiram excelência na qualidade do produto.

A escolha da tecnologia possui explicação. Como o estoque de areia grossa e pedrisco são materiais duros e com alta umidade, em função da lavagem da areia de cava, as opções de processamento com britadores cônicos e de impacto vertical se tornariam inadequadas. A Itaquareia, então, instalou seu primeiro britador de rolos de alta pressão, um HRC 800, há cinco anos, e confirmou na prática a viabilidade de transformar os seixos acumulados em areia média e areia fina. Não só isso. Devido a cubicidade e granulometria obtidas pelo HRC, o produto foi considerado de qualidade Premium, ou seja, possuía as melhores características para o mercado de concreto e com produção padronizada.

O bom desempenho do primeiro britador de rolos levou a mineradora a ativar um segundo equipamento da mesma família: Um HRC 8, que tem a mesma base do HRC 800, porém com um direcionamento mais assertivo para o segmento de agregados.   

“Trouxemos o equipamento HRC, que tem nos ajudado bastante na britagem do material, na redução desse material grosso, agregando valor a ele, melhorando a forma do grão”  comenta Roberto Freitas, Gerente de Produção da Itaquareia.

Tecnologia de ponta aumenta capacidade produtiva da planta

A experiência anterior com o HRC 800 contou muito a favor da ativação do novo HRC 8. Para Freitas, o treinamento da mão de obra ajudou no processo, assim como a entrega técnica. O nível de automação do britador favorece o controle do fluxo de alimentação, na avaliação do engenheiro. “É um britador fácil de operar. Tudo é acompanhado pelo painel, com as regulagens e indicações de abertura da alimentação”, resume Freitas. “Nosso foco, nesse momento, além da manutenção convencional como a troca de óleo e o engraxamento normal da máquina e extrair do equipamento a sua máxima produtividade na britagem dos materiais, garantindo a qualidade e agregando valor aos nossos produtos”, complementa.

Tecnicamente, o HRC segue o mesmo princípio de qualquer HPGR, ou seja, utiliza dois rolos rotativos para britar o minério, com a alta pressão sendo feita pelos cilindros. A diferenciação, no entanto, envolve a quantidade de minério britado em função do design interno do equipamento da Metso. Em escala piloto, 20% de capacidade em relação à outras opções mercado, além de 10% de redução de energia. Na planta, o ganho efetivo de capacidade produtiva atingiu os 30%.

“Estamos operando há seis meses e o HRC 8 vêm atendendo a especificação que tínhamos estabelecido. Isso se comprova por dois fatos: nosso estoque de areia média não tem aumentado e o de areia grossa e pedrisco tem sido reduzido”, resume o engenheiro de minas Roberto Freitas, gerente de operações da Itaquareia. De acordo com ele, o reprocessamento da areia grossa e pedrisco estocado envolve um consumo de energia dentro do esperado com a utilização de dois motores de 100cv cada.

A flexibilidade do equipamento metso acontece em função de sua possibilidade de variar a velocidade e pressão com ajustes personalizados para cada tipo de minério e de demanda. E mais: a automação ainda cria um histórico de produção, alimentando melhorias no processo de operação e também fornecendo dados à equipe de manutenção, que pode antecipar as intervenções de melhoria.

Eles acreditaram na solução que apresentamos, testaram e os resultados conquistados, servem de referência para outros produtores de areia.
Maria Musel, vendedora técnica da Metso

Itaquareia foi pioneira na ativação do HRC 8 no Brasil

De acordo com Thiago Silva, engenheiro de Produto da Metso, a experiência da Itaquareia comprova o histórico de sucesso da linha HRC em campo. "A adoção do HRC 8 mostrou-se mais adequada para as operações de agregados, a grande diferença está na pressão máxima do HRC 8, que é pouco mais da metade do HRC 800", explica. O principal diferencial do HRC, segundo Thiago, é a grande capacidade energética, graças a mudanças mecânicas feitas no projeto do equipamento, hoje ele pode aumentar a produtividade e tendo ganhos significativos de economia de energia.

Maria Musel, vendedora técnica da Metso, conta que a aquisição do novo modelo do HRC pela Itaquareia foi uma decisão de vanguarda. "Eles acreditaram na solução que apresentamos, testaram e os resultados conquistados, servem de referência para outros produtores de areia." Maria explica que a planta da Itaquareia serve de exemplo para outros clientes que desejam apostar na tecnologia HRC e querem ver pessoalmente o processo funcionando na planta.

Não só em ganhos produtivos e rentabilidade, como pela resposabilidade sustentável, eficiência energética é a chave para a planta do futuro. Hoje, o maior potencial de economia de energia e custo se encontra justamente no processo de cominuição. Assim, o HRC se apresenta como uma solução completa, oferecendo uma economia energética surpreendente e obtendo maior valor a partir de cada tonelada de produção. Compromisso da Metso com os clientes e meio ambiente.

Voltar para Agregados