Home Insights Blog Blog - Agregados Escolhendo a peça de desgaste ideal para seu britador de mandíbulas
Voltar para Agregados
jul 13, 2016

Escolhendo a peça de desgaste ideal para seu britador de mandíbulas

Services Marketing
Services Marketing
A escolha do perfil mais adequado não é simples e não há nenhuma regra, já que em cada aplicação existem diferentes variáveis de alimentação, abertura, necessidade de produto e problemas.
A peça de desgaste ideal para seu britador de mandíbulas.
A peça de desgaste ideal para seu britador de mandíbulas.

 

Certos tipos de perfis diminuem ou aumentam a produção horária do britador. Portanto, para a escolha correta é preciso ter um bom conhecimento de britagem e observar o que se passa no interior da câmara do britador (material muito lamelar, umidade em excesso, muitos finos, necessidade de abertura pequena, etc).

 

Mandíbulas - o que fazer?

Quando o desgaste da mandíbula é acentuado sabemos que o rendimento do britador não é o ideal, pois diminuem os espaços vazios entre os dentes, ocorrem engaiolamentos com frequência, o ângulo de britagem é alterado, ou seja, há redução de produção. 

Desta forma, a análise do custo-benefício para troca da mandíbula desgastada deve ser levada a sério, pois num determinado momento a diferença de produção justifica o investimento numa peça nova. Ainda observamos usuários britando até mesmo com a mandíbula trincada e furada, sem fazer um correto controle e análise do custo x produção.

 

Quando girar a mandíbula?

O ideal seria um desgaste igual em toda área da mandíbula, aproveitando todo manganês dos dentes, eliminando a necessidade de executar o "giro", sem alterar a produção. 

Como é impossível, pois existem regiões onde não conseguimos evitar desgaste mais acentuado que as demais, em função principalmente da geometria do movimento de britagem, como é o caso da ponta inferior da mandíbula fixa e a região central da móvel, devemos realizar o giro para melhor performance e aproveitamento. Recomendamos um giro duplo, ou seja:

Mandíbula Fixa - utilizar até desgastar aprox. 30% da vida útil na região inferior e realizar o 1° giro. Desgastar de 90 a 100% da vida útil nesta nova região inferior e realizar o 2° giro. Finalizar utilizando os 70% de vida útil restante desta extremidade.

 

Legenda: da esquerda para direita: condição inicial (30%), primeiro giro (90-100%) e segundo giro (final).
Legenda: da esquerda para direita: condição inicial (30%), primeiro giro (90-100%) e segundo giro (final).

 

Mandíbula Móvel - o mesmo procedimento vale para a móvel, pois embora o desgaste seja na região central, dificilmente ocorre exatamente no meio da mandíbula.

 

Voltar para Agregados
Entre em contato com nossos especialistas
Seus dados estão seguros. Veja nossa Política de privacidade para maiores detalhes.
Obrigado!
Nós entraremos em contato em breve. Você só poderá enviar uma nova solicitação após 15 minutos.
Entre em contato